Blog

Exibir tudo

8 dicas para deixar seu site mais rápido

site mais rápido

Se tem uma coisa que tira a paciência de qualquer pessoa é acessar um site, precisar efetuar alguma operação (qualquer que seja) e o site demora uma eternidade para abrir. Além de irritante um site lento pode fazer com que sua empresa esteja deixando de fazer bons negócios! Mas então, como deixar um site mais rápido?

O fato é que entre um site e a tela do dispositivo do visitante existem várias camadas de tecnologia. De forma geral, podemos dividir estas camadas em:

  • Domínio;
  • Servidor de DNS;
  • Servidor de hospedagem;
  • Plataforma e softwares de hospedagem;
  • Scripts, arquivos e Linguagem de programação;
  • Sistema de banco de dados; (em blogs, e-commerce, portais, etc.);
  • Conexão de internet (WAN);
  • Conexão interna do visitante (LAN);
  • Dispositivo do visitante (computador, smartphone, tablet, etc.)
  • Navegador do visitante;

Tá vendo a quantidade de fatores que precisam estar funcionando corretamente para que um site seja acessado? Ou seja, qualquer inconsistência em uma destas camadas pode ocasionar lentidão no acesso a um site. Além do mais, cada uma destas camadas está sob a responsabilidade de um ator diferente.

O servidor de DNS e servidor de hospedagem podem estar sob responsabilidade da empresa de nuvem, já os scripts e arquivos de programação desenvolvidos, por sua vez, são de responsabilidade da empresa de desenvolvimento do site e assim cada tecnologia é mantida por uma empresa ou pessoa diferente.

Por isso destacamos a importância de contar com suporte especializado em todas os níveis de tecnologia. Com isso além de ter mais transparência sobre a saúde das tecnologias contratadas você ganha mais velocidade na solução de incidentes, pois atua diretamente no nível em que precisa de solução.

Separamos abaixo 8 dicas para deixar seu site mais rápido, confere aí!

1 – Servidor de hospedagem

Escolher um servidor de hospedagem adequado ao tipo de site ou aplicação que será hospedado na internet é fundamental para melhorar a performance do seu site.

Mas como escolher um bom servidor de hospedagem?

Antes de focar no servidor, é preciso olhar para a aplicação que será hospedada. Quais tecnologias serão utilizadas, qual a linguagem de programação, frameworks ou plataforma servirão de base para que o site rode.

Além da tecnologia, compreender como o site é utilizado também é fundamental para escolher um servidor de hospedagem que torne seu site mais rápido. Se por exemplo seu site recebe um número massivo de visitas simultâneas, realiza muitas transações com bancos de dados ou mesmo precisa transferir muitos arquivos talvez seja melhor optar um uma hospedagem com mais recursos ou mesmo uma hospedagem dedicada.

Escolhendo um servidor de hospedagem

Passando para o momento da escolha entre servidor A ou B para melhorar o desempenho do seu site, uma dica muito importante é saber quais recursos de hardware são disponibilizados, saber se as versões das plataformas de hospedagem estão atualizadas e compatíveis com sua aplicação bem como optar por servidores em datacenters que tenham certificações de desempenho e segurança de dados, como por exemplo, TIER III e ISO 27.001.

Outro fator importante para fazer a escolha de um servidor, é saber qual o uptime (taxa de disponibilidade) do servidor em questão. O valor médio aceitável é de no mínimo 99,8% de uptime.

Quando vamos ao médico e recebemos um diagnóstico duvidoso dá aquela vontade de ouvir uma segunda opinião não é verdade? Então, quando seu site está lento e os desenvolvedores de site falam que é problema de hospedagem procure uma segunda opinião. Ter um suporte técnico especializado e consultivo fará toda a diferença para entender como seu site está utilizando os recursos disponíveis na hospedagem e podem te orientar sobre onde está o gargalo em casos de lentidão.

2 – Tipo de disco do servidor

Ainda no que compete a estrutura de hospedagem de sua aplicação, um item que influencia consideravelmente na velocidade de um site é o tipo de disco do servidor de hospedagem. A capacidade de transferência de dados por segundo (velocidade) de um disco fará com que os arquivos de seu site carreguem mais rápido ou não.

Existem vários tipos de tecnologias e montagens destes discos que influenciam para deixar um site mais rápido. De forma macro, os dois tipos de disco mais utilizados atualmente são: HDD e SSD.

Disco HDD

Em um disco HDD, os dados são armazenados e acessados através de um mecanismo físico. Internamente existe um disco disco metálico e os dados são acessadas por uma agulha. Sabe o bom e velho toca discos de música? É muito semelhante, porém em uma proporção muito menor e com mais tecnologia envolvida. O tipo de disco HDD utilizado em servidores é o SAS.

Disco SSD

O SSD, por sua vez, possui uma tecnologia totalmente diferente do HDD. Ao invés de um disco físico, os dados são armazenados e acessados através de diversos circuitos integrados semelhante a tecnologia de pendrives e cartões SD. Desta forma além de mais rápidos os discos SSD são menos suscetíveis a falhas.

A velocidade de um disco HDD (SAS) varia entre 50 a 120 MB/s, já os discos SSD têm velocidades de 200 a 550 MB/s. Vale destacar que diariamente tecnologias são aprimoradas, então e estas médias podem aumentar.

3 – Tecnologia do serviço de hospedagem

Agora passando para a camada de sistemas e plataforma que também competem ao serviço de hospedagem do site ou aplicação, entramos em um campo um tanto quanto técnico onde é incorreto afirmar verdades absolutas, ok? Em nosso dia-a-dia na Platon sempre analisamos cuidadosamente a realidade de diferentes negócios, diferentes tecnologias e diferentes aplicações e tudo sempre depende de contexto, realidade e objetivo de cada projeto.

Sistema Operacional

Tratando-se de hospedagem compartilhada, onde um mesmo servidor irá hospedar vários sites, uma das maiores dificuldades é garantir às contas os recursos de processamento e memória que foram contratados. Por isso, hospedagens que possuam o enjaulamento de contas conseguem garantir um site mais rápido.

O sistema operacional Cloud Linux possui o recurso de enjaulamento de contas, este enjaulamento garante que nenhuma conta irá consumir memória, processamento e outros recursos de outras contas, isso mesmo em um servidor compartilhado. Além disso, com o enjaulamento (CageFS), os arquivos armazenados no servidor também ficam acessíveis somente para a conta correspondente aos mesmos, garantindo assim mais segurança dos dados.

Servidor Web (Web Server)

Além do sistema operacional do servidor, outro fator fundamental é o servidor web e nesse quesito o LiteSpeed faz uma GRANDE diferença! Esta plataforma tem como característica principal a otimização no consumo de recursos de processamento e memória tornando o servidor de hospedagem mais leve.

O Lite Speed é uma plataforma paga, porém na Platon todos os clientes contam com essa tecnologia de forma gratuita nos planos de hospedagem compartilhada. Uma das grandes vantagens do LiteSpeed é a possibilidade de habilitar o cache de forma integrada com CMS’s como Wodpress, Magento, Joomla e outros.

Na imagem abaixo “fotografamos” um teste de quantidade de requisições para a plataforma WordPress comparando os servidores web LiteSpeed, Nginx e Apache. Retirei essa imagem através do próprio site do LiteSpeed, onde são mantidos testes de benchmarking com as demais plataformas :

4 – Utilizar recursos de Cache

O cache é uma cópia temporária de arquivos para uma área de acesso mais rápido da aplicação. Quando falamos de uma aplicação online, como um site, a geração do cache pode ser feita de diversas formas.

O LiteSpeed por exemplo, citado anteriormente, gera cache a nível de servidor diminuindo a quantidade de carregamento de arquivos todas as vezes que ocorre uma requisição (acesso) a aplicação, isso acaba tornando o site mais rápido.

Entre o seu site e o visitante existe um percurso de redes e servidores pelo qual os dados trafegam até serem entregues e exibidos na tela de quem está acessando. dependendo da distância lógica deste usuário até o servidor, a quantidade de saltos de rede até chegar em seu site pode ser grande e bastam poucos segundos de demora para que alguém desista de seu site e procure um concorrente…

CDN (Content Delivery Network)

Por este motivo, um dos recursos de cache que é amplamente utilizado na internet é a CDN (content delivery network – rede de distribuição de conteúdo). Basicamente uma CDN gera cache de seu site em vários servidores pelo meio do caminho de seu visitante. Isso quer dizer que ao invés de percorrer todo o percurso até chegar no servidor onde está seu site, o visitante já recebe parte do conteúdo (arquivos estáticos) direto do servidor que está mais próximo ao seu ponto lógico. Consequentemente o usuário acaba tendo mais velocidade no acesso e seu servidor recebe menos carga de processamento.

Existe também a possibilidade também de gerar cache de conteúdo dinâmico onde além de se comunicar com o conteúdos estáticos como CSS, assets, HTML e demais, também se comunica com outros arquivos podendo até mesmo gerar cache do banco de dados.

Uma das CDN’s mais utilizadas e bem conceituadas no mercado é a CloudFlare. A Platon é parceira CloudFlare e disponibiliza gratuitamente este recurso para todos os clientes de hospedagem.

5 – Otimização no carregamento de arquivos do site

Agora passando para a camada de desenvolvimento vamos ver algumas dicas que diminuem o peso do site com o carregamento correto de arquivos.

Para que uma página seja carregada existem vários scripts que são executados e carregam elementos que dão forma, cor e organizam o layout do que se vê na tela. Um bom exemplo são os arquivos CSS e javascript.

Então, como fazer para carregar a página mais rápido? Confira algumas dicas:

  • Minimizar a utilização de arquivos CSS e Javascript, utilizar somente quando necessário;
  • Quando usar CSS e Javascript diminuir a quantidade de requisições externas, para que não dependa de trafego adicional para buscar dados em outros servidores.
  • Cuidar para carregar em cada página apenas os plugins e recursos necessários. Em alguns frameworks muitas vezes ocorre o carregamento de elementos que sequer serão utilizados na página em questão e isso também acarreta em lentidão no site.

Muitas vezes por um problema de código mal desenvolvido, alguns sites acabam tendo que ser hospedados em servidores com maior capacidade de processamento, memória e outros recursos. O resultado disso é dinheiro sendo gasto a mais com hospedagem pela falta de um trabalho bem feito na camada de programação.

6 – Tratamento das imagens

Um dos grandes vilões da velocidade em um site é o carregamento de imagens!

Portanto, tenha muita atenção com todas as imagens que estão em seu site. De fato um site com imagens de boa resolução repassa uma boa impressão para os visitantes e também aumenta as chances de permanência no site. Porém, uma imagem bem definida não deve significar uma imagem “gigante”.

Procure manter em seu site imagens com o tamanho real que serão exibidas na tela, ou o mais próximo possível. Além disso utilize sempre formatos recomendados para web como por exemplo: JPG, PNG e GIF.

Se você quer achar uma maneira de como deixar seu site WordPress mais rápido através da otimização de imagens aqui vão alguns plugins que vão te ajudar:

7 – Realize teste de velocidade

Não deixe fique sabendo que seu site esta lento através de reclamações de seus visitantes. Aja proativamente e teste corriqueiramente a performance de seu site.

Você pode testar seu site acessando ele de diversos computadores, smartphones e outros dispositivos. Quanto maior for a variação de cenários melhor. Além de dispositivos, busque também diversificar os sistemas operacionais, navegadores e diferentes conexões de internet.

Peça também para que outras pessoas acessem o site e enviem feedbacks à você. Além da velocidade você também poderá receber insights referente a outras características de sua página, como acessibilidade, aparência dos elementos e demais melhorias.

Além dos testes manuais, existem ferramentas específicas para realizar testes e mostrar diagnóstico sobre a performance de seu site. Confira algumas opções abaixo:

8 – Tenha um site objetivo

Avalie com bastante carinho todas as informações e conteúdos que serão exibidos no site. Busque entender o que seu público de fato quer quando acessa suas páginas. Esteja constantemente fazendo testes e não tenha apego em mudar.

Quanto mais objetiva e clara for a informação mais chances de sucesso na web terá o seu site. Além do mais, ter o site mais rápido do mundo pode não ser suficiente, é preciso usar estratégias de marketing para atrair as pessoas certas para ele.

Quanto mais alinhado aos objetivos do seu negócio for o seu site, menos recursos e informações desnecessárias ele terá e consequentemente mais leve e rápido ele será.

Por onde começar?

Provavelmente se você chegou até aqui é por que conhece alguém ou está passando pelo problema de lentidão no site. Então, a dica da Platon é: faça um diagnóstico detalhado de todas as etapas citadas nesse artigo.

Busque sempre a opinião de pessoas que estejam envolvidas em diferentes camadas de tecnologia, como programação, web designer, suporte do servidor de hospedagem e questione sobre o funcionamento de seu site.

Como mencionado no tópico anterior, teste exaustivamente seu site diante de qualquer feedback de lentidão, pois como vimos aqui, existem várias camadas entre o visitante e seu site e talvez, e em alguns casos seu site pode estar lento para uma única pessoa, neste caso, o problema pode ser com as tecnologias dela.

Está enfrentando problemas com o desempenho de seu site? Converse com nossa equipe! Já ajudamos dezenas de negócios que estavam enfrentando problemas de lentidão com seu site. Temos um time de especialistas que farão um diagnóstico detalhado de seu site e apontarão com precisão possíveis falhas em sua aplicação.

Envie-nos seus dados que entraremos em contato o mais breve possível.

Deixe-nos seu contato para obter mais informações sobre este assunto

Fique tranquilo, não enviaremos spam para você.

Aproveita e dá uma conferida em outros conteúdos que preparamos com muito carinho para você nas sugestões abaixo. Abraço!

Vinicíus Chaves
Vinicíus Chaves
Diretor de Marketing

Deseja conhecer mais sobre a Platon?

Fale conosco ou encontre-nos nas redes sociais: