Blog

Exibir tudo

Licenciamento de software, não deixe pra depois

Licenciamento

É inegável que ainda existem muitos softwares ilegais dentro das empresas, desde sistemas operacionais, pacotes de edição de documentos, editores gráficos e muitos outros. Cada dia que passa o risco de sofrer punições ou sofrer algum ataque cibernético aumenta. Neste artigo você verá um pouco mais sobre licenciamento de software e como dá pra legalizar sem gastar tanto.

“Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.” a frase de Antoine Lavoisier só se aplica a natureza mesmo, quando falamos do mundo dos negócios tudo que existe foi criado por uma ou várias pessoas. Na grande maioria das vezes os criadores cobram pela venda ou prestação de serviço daquilo que criaram, com os softwares não é diferente.

Desta forma, a licença de software é a autorização para que você ou sua empresa possam utilizar determinada aplicação de acordo com a modalidade de uso proposta pelo(s) proprietário(s) deste. Existem várias modalidades de licenciamento de software não falaremos sobre cada uma delas neste artigo, mas basicamente existem licenças gratuitas, pagas, outra com recursos gratuitos e outros pagos e assim por diante.

banner_planilha_custos

Então a utilização de algum software que não esteja licenciado é crime?

Sim! Além de ser crime e tornar quem utiliza passivo de punições legais, a utilização de software pirata oferece diversos riscos por tornar os computadores e a rede da empresa vulneráveis.

A utilização de um software legalizado trás diversos benefícios para o usuário como: suporte pela empresa que o produziu, atualizações, implementações e correções,  além da tranquilidade de saber que está agindo de acordo com a legalidade e minimizando riscos de ser vítima de ataques cibernéticos.

Os principais softwares disponíveis no mercado atualmente possuem versões gratuitas com recursos e funcionalidades limitadas. Na grande maioria das vezes estas licenças são como uma “amostra grátis” para que possamos conhecer melhor aquela solução e assim escolher a melhor opção de compra para as necessidades de aplicação na empresa.

No modelo mais tradicional de licenciamento de software as empresas precisam comprar uma licença de utilização e efetuar a ativação do software. Esta licença adquirida por sua vez tem uma série de especificações que ditam de que forma ela pode ser utilizada como por exemplo:

  • Quantidade de usuários que podem utilizar.
  • Quantidade de computadores que podem receber a instalação.
  • Quais recursos estão disponíveis.
  • Qual a finalidade de utilização.

O modelo de aquisição (compra) de licença ainda é muito utilizado por várias empresas. Mas com a consolidação da arquitetura de computação em nuvem surge então o software como serviço ou simplesmente SaaS (software as a service). Neste modelo ao invés de comprar um software você paga pela utilização deste como um serviço.

O fato de migrar de um modelo de compra para contratação como serviço trás muitos ganhos para a empresa os mais impactantes são:

  • Possibilidade de migrar facilmente entre diferentes soluções, afinal não há prejuízo com de licença adquirida.
  • Fácil mudança de pacote (aumento ou redução de recursos).
  • Contar com a versão mais atual do software sempre.
  • Suporte e manutenções mais acessíveis e ágeis.

No modelo SaaS todo mundo sai ganhando!

Você e sua empresa, que além de poder focar mais no seu core business deixando a gestão técnica com o fornecedor, pode finalmente utilizar software legalizado sem precisar investir altíssimos valores para comprar uma licença e vê-la depreciar rapidamente. E os desenvolvedores de software por minimizarem consideravelmente as versões piratas de seus produtos.

Mas então não se deve mais comprar licenças?

Bem, tudo é relativo, é importante avaliar em que momento seu negócio está. Se atualmente a sua empresa está em fase de migração gradativa para a nuvem a opção de adotar licenças no modelo SaaS pode ser a melhor, por outro lado, se seu negócio possui menos ou nenhum software em arquitetura de nuvem é importante antes de comprar licenças iniciar um plano de migração de serviços para nuvem, e de forma gradual migrando para plataformas SaaS.

Quer trocar ideias conosco sobre qual melhor escolha para seu negócio? Preencha aí que te ligamos!

Deixe-nos seu contato para obter mais informações sobre este assunto

Fique tranquilo,não enviaremos spam para você.

Vinicíus Chaves
Vinicíus Chaves
Comercial e Marketing

Deseja conhecer mais sobre a Platon?

Fale conosco ou encontre-nos nas redes sociais: